Vacinas pediátricas contra a Covid-19 serão distribuídas para o RS na segunda e terça

Vacinas pediátricas contra a Covid-19 serão distribuídas para o RS na segunda e terça

Estado recebeu 59,1 mil doses de imunizantes para crianças de cinco a 11 anos

Correio do Povo

Vacinação de crianças de cinco a 11 anos contra o coronavírus inicia na quarta-feira em todo o RS

publicidade

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) anunciou neste domingo que fará a distribuição das 59,1 mil doses de vacinas pediátricas da Pfizer nesta segunda e terça-feira. Todo o lote será enviado às 18 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRSs) via terrestre. Os imunizantes da Pfizer chegaram ao Estado na sexta-feira. Um segundo lote da vacina pediátrica da Pfizer, com 1 milhão e 248 mil doses, chegou hoje ao Brasil.

Durante o final de semana, equipes da SES trabalharam na separação das doses. A quantidade que irá para cada município já está definida. A aplicação começa na quarta-feira, dia 19, em todo o Rio Grande do Sul. Na Capital, a vacinação infanitl vai ocorrer em sete unidades de saúde.

Veja aqui a planilha de distribuição das vacinas por município. 

Na última quarta-feira, a SES promoveu, em parceria com o TelessaúdeRS-UFRGS, uma capacitação virtual às equipes de imunização. Os tópicos abordados foram as estratégias de adesão e aceitação da vacinação para esse público infantil e suas famílias. Municípios como São LeopoldoPelotas e Rio Grande também já realizaram ações de capacitação aos profissionais de saúde.

Ordem de vacinação

O primeiro público contemplado com a vacina será de crianças entre cinco e 11 anos com comorbidades (como diabetes, hipertensão, asma ou meninos e meninas imunossuprimidos), ou com alguma deficiência permanente. No segundo grupo, aparecem crianças indígenas e quilombolas, enquanto fazem parte do terceiro aquelas que vivem em lares com pessoas com alto risco para evolução grave da doença. Por sua vez, no quarto grupo, estão as crianças sem comorbidades por ordem decrescente de faixa etária.

Em fevereiro, deverá iniciar a vacinação das crianças de dez e nove anos, e em março, de quem tem oito anos. Para as outras idades, a Secretaria da Saúde aguarda a previsão de remessas de imunizantes pelo Ministério da Saúde.

Os pais ou responsáveis deverão acompanhar a administração da vacina durante o ato de imunização de seus filhos. Em caso de ausência, será necessária autorização por escrito. Também será preciso apresentar documento de identidade da criança e do familiar ou responsável por acompanhá-la. Não será necessário possuir prescrição médica.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895