Viaduto da ERS 118 é inaugurado em Sapucaia do Sul

Viaduto da ERS 118 é inaugurado em Sapucaia do Sul

Na cerimônia, o governador Eduardo Leite prometeu que a duplicação da rodovia será concluída em dezembro deste ano

Cláudio Isaías

Inauguração ocorreu nesta terça-feira

publicidade

Com um investimento de R$ 10, 5 milhões, o viaduto sobre a avenida coronel Theodomiro Porto da Fonseca, em Sapucaia do Sul, na ERS 118, na Região Metropolitana de Porto Alegre, foi inaugurado nesta terça-feira pelo governador Eduardo Leite, que garantiu que toda a duplicação da rodovia será concluída em dezembro de 2020.

A interseção da ERS118 com a avenida coronel Theodomiro Porto da Fonseca é um dos locais com maior circulação de veículos por ligar os municípios de Esteio e Sapucaia do Sul e por ser utilizada como rota de saída em direção às BRs 116 e 290, a Freeway. Na ERS 118, segundo estimativas do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) mais de 30 mil veículos circulam diariamente pela estrada. 

Ao lado da moradora Nailde Melo Homem, de Sapucaia do Sul, o governador disse que a obra é muito importante para a segurança do trânsito na região e para o desenvolvimento da comunidade. "Já foram aplicados mais de R$ 131 milhões na rodovia recursos dos governos federal e estadual em 2020 para garantir a conclusão da obra até o final deste ano", ressaltou. 

Leite disse que a rodovia está com 94% dos trabalhos concluídos e que o Executivo estadual espera entregar a estrutura completa em dezembro o que vai contribuir para melhorar o trânsito e o desenvolvimento da Região Metropolitana. A obra está dividida em três lotes, esta última fase conta com financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de R$ 131 milhões, dos quais já foram investidos R$ 105 milhões.

Foto: Alina Souza

O secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, garantiu que toda a duplicação da rodovia será concluída ainda em 2020. “Trabalhamos ainda com o prazo de entregar a duplicação dos eixos. O projeto original da ERS 118 é a duplicação da rodovia. Estamos com mais de 94% dos trabalhos concluídos e temos o objetivo de entregá-la no final de 2020”, ressaltou. 

Costella informou que o viaduto localizado no km 3 da ERS 118 teve liberado o trânsito nas duas pistas principais, juntamente com a abertura da interseção sob a estrutura. Além disso, com o objetivo de proporcionar maior fluidez para o trânsito intenso da região, foram liberados 3,5 quilômetros da duplicação no sentido BR 290 à BR 116, do km 5 ao km 1,5. O viaduto possui 202 metros de extensão e fica localizados no km 3 da ERS 118.

“Essa elevada é de extrema importância, porque fica no entroncamento de Esteio e Sapucaia do Sul. A conclusão vai representar a possibilidade de novos investimentos na região e a comunidade local poderá ter mais segurança tanto na rotatória como no tráfego da 118”, explicou Costella.

A ERS 118 possui um total de 21,5 quilômetros. Iniciada há 14 anos e interrompida diversas vezes por falta de recursos, a obra de duplicação dos 21,5 quilômetros entre Sapucaia do Sul e Gravataí foi retomada pela atual gestão em junho de 2019 com o compromisso de não paralisá-la até a conclusão. Somado aos 16,5 quilômetros de pistas centrais - do km 5, em Sapucaia, ao km 21, em Gravataí – que foram liberados em abril, a rodovia já conta com 20 quilômetros duplicados e liberados para a circulação de  veículos, restando ainda a última camada de pavimentação.

O diretor-geral do Daer, Luciano Faustino, disse que estão em fase final de conclusão o viaduto sobre o Trensurb (no km 1, em Sapucaia do Sul), que deve ser inaugurado em outubro, a restauração total da pista antiga do lote 3 (Km 0 a 5) e a conclusão do 1,5 km inicial, que serão concluídos até o fim do ano.

Na segunda-feira, o governo do Estado anunciou investimentos de R$ 60,6 milhões para recuperação de rodovias em diversas regiões do Rio Grande do Sul. Do total de recursos, serão R$ 23,1 milhões para pavimentação de estradas, R$ 28,25 milhões para recuperação de trechos, R$ 7 milhões para convênios com municípios e R$ 2,3 milhões para projetos e estudos de futuras obras.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895