Vigilantes realizam paralisação no Centro de Porto Alegre
capa

Vigilantes realizam paralisação no Centro de Porto Alegre

Categoria reivindica aumento de salário e melhores condições de trabalho

Por
Correio do Povo

Vigilantes realizam paralisação no Centro de Porto Alegre

publicidade

Um grupo de pelo menos 60 vigilantes realiza uma paralisação na manhã desta sexta-feira no Centro de Porto Alegre. A categoria reivindica um aumento de 18% nos salários e melhores condições de trabalho, segundo o presidente do Sindicato, Loreni dos Santos Dias. A mobilização ocorre também em Alegrete, Novo Hamburgo, Pelotas, Santana do Livramento, São Leopoldo, além da Capital gaúcha e de municípios do Litoral Norte. 

De acordo com Santos Dias, a proposta da patronal, enviada para a categoria nessa quinta-feira, é de um aumento salarial de 6,3%, muito aquém do que desejam os vigilantes. "O ideal para nós é o aumento de 18%. É o que nós vamos buscar. Em outros estados, a categoria recebeu aumento de 9%. É mais do que nos ofertaram, mas queremos aquilo que entendemos ser o mais justo", disse em entrevista ao site do Correio do Povo.

Além do aumento salarial, os vigilantes querem receber R$ 20 de vale alimentação e a proposta que chegou até o sindicato foi de R$ 0,91. "Nessa quinta, a patronal marcou uma reunião conosco para o dia 25 e vamos esperar até lá. Se a proposta não agradar a categoria, a mobilização deixará de ser apenas uma paralisação e passará a ser greve", avisou Santos Dias. "O vigilante é um trabalhador preparado. É uma profissão regulamentada e a patronal não quer reconhecer isso. Somos mal tratados por fiscais e patrões, além de ter que lidar com atrasos de pagamentos", acrescentou.