Alberto Fernández é eleito presidente da Argentina no primeiro turno
capa

Alberto Fernández é eleito presidente da Argentina no primeiro turno

Vitória do peronista sobre o liberal Mauricio Macri ocorreu com vantagem inferior a projetada

Por
Correio do Povo e AFP

Fernández será o novo presidente da Argentina

publicidade

O peronista de centro-esquerda Alberto Fernández se elegeu presidente da Argentina com 47,36% dos votos contra 41,22% para o presidente Maurício Macri, após 75,46% das urnas apuradas, neste domingo. 

Para vencer no primeiro turno na Argentina, o candidato precisa ter 45% dos votos ou 40% mais dez pontos de vantagem sobre o segundo colocado. 

Quando a apuração passou dos 90%, a vantagem ampliou-se um pouco, tendo Fernández 47,76% e Macri, 40,76%. Desde a realização das prévias, a vitória de Fernández era previsível – na ocasião, Fernández teve 49,4% e Macri, 32,9%. Ao se confirmar neste domingo, a vitória ocorreu com vantagem inferior à esperada. 

Com o resultado, Fernández, um advogado de 60 anos, assumirá em 10 de dezembro a Presidência de um país mergulhado em uma grave crise econômica. A ex-presidente Cristina Kirchner compôs a chapa vencedora. Atual senadora, ela será a futura vice-presidente do país. 

Neste domingo, os argentinos também votaram para renovar metade dos deputados e os senadores de oito províncias. O resultado final deve indicar uma polarização entre o macrismo e o peronismo na Argentina, como por exemplo em Buenos Aires, onde o apoiador do atual presidente, Horacio Rodríguez Larreta, foi eleito prefeito. Já na província, Axel Kicillof, ex-ministro de Cristina Kirchner, foi eleito governador.