Após visita do Papai Noel, Covid-19 mata 26 idosos na Bélgica

Após visita do Papai Noel, Covid-19 mata 26 idosos na Bélgica

Lar para idosos Hemelrijck agora tem 85 casos positivos

AFP

Maioria das pessoas contaminadas na casa de repouso foi infectada "pela mesma fonte"

publicidade

A pandemia da Covid-19 provocou a morte de 26 residentes em um lar para idosos na Bélgica, após a visita de um voluntário vestido de Papai Noel que aparentemente ignorava estar contaminado. A informação é de fontes de saúde e do próprio estabelecimento nesta quinta-feira (31).

O lar para idosos Hemelrijck - localizado em Mol, na província de Antuérpia -, onde 169 pessoas viviam no início de dezembro, agora tem 85 casos positivos de Covid-19 entre os residentes e outros 40 infectados entre os funcionários, disse à AFP um funcionário do estabelecimento, que pediu anonimato.

Em 5 de dezembro, a instituição organizou a visita de um voluntário vestido de Papai Noel para animar os idosos e lhes dar vários presentes. Poucos dias depois, essa pessoa testou positivo para coronavírus.

Veja Também

O virologista belga Marc Van Ranst disse que a maioria das pessoas contaminadas na casa de repouso foi infectada "pela mesma fonte". Tradicionalmente, o Papai Noel - ou Sinterklaas - distribui presentes na Bélgica em 6 de dezembro.

O porta-voz da agência de saúde da região flamenga da Bélgica, Joris Moonens, destacou que, no momento, "não há certeza" de que o Papai Noel tenha sido a origem da infecção, nem há evidências de que o voluntário soubesse que estava contaminado.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895