Apagão deixa ao menos 930 mil sem luz no Reino Unido e provoca caos nos serviços de transporte
capa

Apagão deixa ao menos 930 mil sem luz no Reino Unido e provoca caos nos serviços de transporte

Problema em gerados da National Grid causou cancelamento e adiamento de voos e trens

Por
Correio do Povo

publicidade

Grandes partes da Inglaterra e do País de Gales ficaram sem eletricidade nesta sexta-feira após uma enorme queda de energia, disseram operadores de redes de eletricidade do Reino Unido. A interrupção teve um sério impacto nos serviços ferroviários e rodoviários, incluindo os semáforos urbanos. Ao menos 900 mil pessoas estão sem luz, de acordo com a UK Power Networks, que mantém cabos de eletricidade no sudeste, leste da Inglaterra e em Londres. “Acreditamos que isso se deve a uma falha na rede da National Grid (multinacional britânica de serviços públicos de eletricidade e gás), que está afetando nossos clientes", informou pelo Twitter.

O problema começou cerca de 16h50min e, antes das 18h30min (horário local), um porta-voz da National Grid disse que os problemas em dois geradores causaram “perda de energia em áreas do Reino Unido”. Ele afirmou que a questão estava "agora resolvida" e que o sistema havia voltado ao normal. Cerca de 500 mil clientes no País de Gales, no sudoeste da Inglaterra e nas Midlands foram afetados e 300 mil clientes no sudeste da Inglaterra ficaram sem energia elétrica, disseram os distribuidores locais. Outros 110 mil em Yorkshire e no nordeste foram afetados, ao lado de cerca de 26 mil no noroeste

Os serviços de trem incluindo Thameslink, Southern e Gatwick Express enfrentavam atrasos e cancelamentos. Em Londres, a London Kings Cross Station, uma das principais estações, foi fechada. A Network Rail informou que todos os trens foram parados depois de uma "oscilação de energia no National Grid", mas seu sistema de sinalização voltou a ficar on-line. Já a Great Northern, que faz viagens para o norte da Inglaterra, informou para as pessoas que já haviam embarcado permanecerem dentro dos trens.

“Nosso conselho agora é não viajar. Não podemos fornecer um serviço no momento, adie sua viagem por enquanto e verifique as atualizações. Não está claro neste momento quando os serviços serão restaurados. Estamos trabalhando para obter trens em movimento o mais rápido possível. Se isso não puder ser feito dentro de um prazo razoável, a equipe especializada participará do seu trem e o ajudará”, escreveu nas redes sociais

Durante as ocorrências, policiais britânicos de transporte ajudaram nas estações de trem devido a "interrupções causadas por problemas de energia". No aeroporto de Newcastle, a energia foi cortada por cerca de 15 minutos, "devido a um problema mais amplo na região". Pelas redes sociais, inglesses compartilharam imagens do apagão.