Ataque a academia militar deixa 28 mortos na Líbia
capa

Ataque a academia militar deixa 28 mortos na Líbia

País vive conflitos desde a queda de Muamar Khadafi em 2011

Por
AFP

Atentado no país deixou 28 mortos

publicidade

Vinte e oito pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em um ataque aéreo realizado neste sábado contra uma academia militar em Trípoli, anunciou um porta-voz do Ministério da Saúde do Governo de União Nacional líbio (GNA). "O ataque matou 28 cadetes e feriu outras dezenas", afirmou Amin al-Hashemi.

A academia fica em Al-Hadba al-Khadra, setor residencial da capital líbia, controlada pelo GNA. No momento do ataque, os cadetes realizavam a última reunião do dia no pátio principal, antes de retornarem a seus dormitórios, informou o porta-voz. A periferia sul de Trípoli é cenário de combates desde abril passado, quando teve início uma ofensiva do marechal Khalifa Haftar, homem forte do leste líbio, para conquistar a capital, sede do GNA, reconhecido pela ONU.

As forças do GNA acusaram as forças leais a Haftar de terem realizado a incursão, com a divulgação de fotos de feridos e vítimas. As forças pró-Haftar não reivindicaram a autoria do ataque. Desde a queda do regime de Muamar Khadafi, em 2011, a Líbia é cenário de conflitos fratricidas.

A missão da ONU no país (Manul) pede que os setores civis sejam protegidos dos bombardeios, que "poderiam constituir crimes de guerra". Desde o início da ofensiva contra Trípoli, mais de 280 civis e mais de 2 mil combatentes morreram, segundo a ONU.