Azitromicina e doxiciclina são ineficazes contra a Covid-19, diz estudo

Azitromicina e doxiciclina são ineficazes contra a Covid-19, diz estudo

Resultados são um problema, pois os antibióticos, amplamente usados ​​para tratar infecções respiratórias, são baratos

R7

Ensaio com azitromicina em pacientes graves com Covid-19 não encontrou nenhum benefício

publicidade

Um estudo britânico concluiu que os populares antibióticos azitromicina e doxiciclina são ineficazes como tratamento inicial para a Covid-19, enquanto a busca por tratamentos contra a doença continua. A pesquisa, apoiada pelo governo britânico, não encontrou nenhum efeito benéfico em pacientes com mais de 50 anos que foram tratados com qualquer um dos antibióticos em casa, publicou a Universidade de Oxford nesta segunda-feira. 

Os resultados são um problema, pois os antibióticos, amplamente usados ​​para tratar infecções respiratórias, são baratos. Em dezembro, um ensaio com azitromicina em pacientes graves com Covid-19 também não encontrou nenhum benefício. "Nossos resultados mostram que um ciclo de três dias de azitromicina ou um de sete dias de doxiciclina não tem nenhum benefício clínico importante em termos de tempo para se sentir recuperado", disse Chris Butler, co-investigador principal da pesquisa.

O estudo Principle está avaliando uma gama de tratamentos potenciais para Covid-19 que podem ser adequados para uso em casa nos primeiros 14 dias para ajudar os pacientes a se recuperarem mais rapidamente e evitar hospitalização ou outras intervenções.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895