Bicampeão olímpico, espanhol Saúl Craviotto reintegra Polícia para ajudar a combater a Covid-19
capa

Bicampeão olímpico, espanhol Saúl Craviotto reintegra Polícia para ajudar a combater a Covid-19

Atleta, que também é três vezes campeão do mundo, controla trânsito em Dijón

Por
AE

"Volto ao meu trabalho diante da necessidade da situação em que vivemos ”, contou no jornal El Comercio

publicidade

Saúl Craviotto tem um excelente histórico na canoagem de velocidade: três vezes campeão do mundo, duas medalhas de ouro (Pequim-2008 e Rio-2016), uma de prata e uma de bronze nos Jogos Olímpicos, além de títulos mundiais e europeus. Mas, agora, o espanhol está ajudando seu país de outra forma: atuando como policial durante a crise do coronavírus. "Voltei ao trabalho pela necessidade da situação em que vivemos. Controlamos um pouco o trânsito e, como é lógico agora, perguntamos às pessoas o motivo de terem saído de casa", relatou ao atleta ao jornal após reassumir seu antigo posto como agente da lei na cidade de Gijón.

Seu trabalho, ele diz, é baseado no controle "veículo a veículo" da documentação que justifica os movimentos. Uma tarefa na qual ele está percebendo a "solidariedade" que a população está demonstrando: "Estou impressionado", garantiu.

Craviotto decidiu voltar a ser policial após o adiamento dos Jogos de Tóquio para 2021.  O esporte agora está em segundo plano. "Agora você precisa se concentrar no que é realmente importante, que é a saúde", embora ele continue com seus exercícios diários em casa "para não perder a forma". De olho nas Olimpíadas de 2021, seu principal objetivo é "continuar lutando para obter medalhas, que merecemos uma alegria", e ele não esconde que ser portador de bandeira espanhola "será a coisa mais maravilhosa que acontecer comigo".

O canoísta também já demonstrou ser um homem de muitos talentos: ele venceu uma edição do Masterchef Espanha em 2017, sendo que uma de suas receitas finais homenageou o Brasil. A Espanha é um dos locais mais afetados no mundo pela crise do novo coronavírus. No total, são 130.759 casos no país ibérico, e 12.418 mortes em decorrência da Covid-19.