Biden chama Trump de "incendiário climático" por negar mudanças climáticas

Biden chama Trump de "incendiário climático" por negar mudanças climáticas

Presidente norte-americano minimizou as preocupações com o clima em uma visita à Califórnia

Por
AFP

"Precisamos de um presidente que respeite a ciência", afirmou Biden


publicidade

O candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, acusou o presidente Donald Trump nesta segunda-feira de ser um "incendiário climático" por negar a realidade da mudança climática, um dos fatores responsáveis pelos incêndios que estão varrendo o oeste dos Estados Unidos.

"Se um incendiário climático ganhar mais quatro anos na Casa Branca, como alguém pode se surpreender com a América queimando ainda mais?", disse o ex-vice-presidente durante um discurso ao ar livre em Delaware, onde ele mora. Biden, 77, fez seu breve discurso sem receber perguntas.

Trump, seu adversário na eleição de 3 de novembro, desembarcou na Califórnia quase ao mesmo tempo. Em visita por algumas horas ao estado, muito afetado pelos incêndios que assolam a região, Trump minimizou as preocupações com o clima.

Enquanto conversava com um oficial local em uma reunião sobre os incêndios, Trump descartou as preocupações com a mudança climática, dizendo: "Vai começar a esfriar. Basta observar". O funcionário em questão, Wade Crowfoot, diretor da Agência de Recursos Naturais da Califórnia, respondeu: "Gostaria que a ciência concordasse com você".

Sem mencionar a mudança climática, neste fim de semana Trump atribuiu os incêndios à má gestão das florestas nos estados devastados, todos governados por democratas.

"Se um negacionista climático tiver mais quatro anos na Casa Branca, como alguém poderia se surpreender com mais áreas dos Estados Unidos debaixo d'água? Precisamos de um presidente que respeite a ciência, que entenda que os prejuízos das mudanças climáticas já estão aqui", acrescentou Biden.

"Temos escolha, podemos nos comprometer a seguir em frente juntos porque sabemos que as mudanças climáticas são um desafio existencial que vai definir o futuro do nosso país", ou "podemos escolher o caminho de Donald Trump: ignorar os fatos, negar a realidade, o que equivale a render-se completamente", declarou.


As dezenas de incêndios que devastam a costa oeste mataram pelo menos 35 pessoas desde o início do verão, 27 delas na semana passada nos estados de Washington, Oregon e Califórnia.