Bolívia e OEA acertam auditoria sobre eleições

Bolívia e OEA acertam auditoria sobre eleições

Oposição denuncia fraude em contagem de votos que elegeram Morales

AFP

Reeleição de Morales provocou revoltas entre eleitores

publicidade

A Bolívia e a OEA concordaram nesta quarta-feira em realizar uma auditoria das polêmicas eleições presidenciais que deram o presidente Evo Morales como vencedor, informou o ministro das Relações Exteriores Diego Pary, detalhando o processo que poderá começar nesta quinta-feira.

"Concluímos o trabalho de coordenação, concluímos os acordos a serem assinados entre a Bolívia e a Organização dos Estados Americanos, para que a auditoria abrangente das eleições gerais de 20 de outubro possa ser realizada", afirmou Pary em comunicado à imprensa em La Paz, acrescentando que essa auditoria será "vinculante".

A entidade eleitoral deu a Morales a vitória no primeiro turno com 47,08% dos votos, comparado ao oponente Carlos Mesa com 36,51%, uma vantagem de 10 pontos que, segundo a lei, define o vencedor sem necessidade de um segundo turno.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895