Bombardeio israelense derruba prédio com escritórios da Associated Press e Al Jazeera

Bombardeio israelense derruba prédio com escritórios da Associated Press e Al Jazeera

Emissora transmitiu ao vivo as imagens da torre em Gaza desabando e sendo reduzida a uma montanha de escombros

AFP

O Exército israelense, contactado pela AFP, não se pronunciou sobre o assunto.

publicidade

O Exército israelense bombardeou neste sábado a torre Al-Jalaa, um prédio de mais de 10 andares em Gaza que abrigava os escritórios da emissora Al Jazeera e da agência americana de notícias Associated Press (AP), confirmaram jornalistas da AFP no local. 

"O Exército avisou o proprietário do prédio onde fica o escritório da AP que o local seria alvo de um bombardeio", escreveu ele pouco antes do ataque. Jornalistas da AFP viram a torre desabar após ser atingida por vários mísseis. A rede de televisão Al Jazeera confirmou no Twitter que seus escritórios ficavam neste prédio e transmitiu ao vivo as imagens da torre desabando e sendo reduzida a uma montanha de escombros.

O Exército israelense, contactado pela AFP, não se pronunciou sobre o assunto. "Pode ser que haja bombas caindo em nosso prédio. Subimos correndo as escadas do 11º andar e agora estamos olhando para o prédio de longe. Esperamos que o Exército recue", escreveu no Twitter Fares Akram, correspondente da AP em Gaza, antes do ataque.

Desde segunda-feira, Gaza tem sido alvo de bombardeios israelenses, enquanto mais de dois mil foguetes foram disparados do enclave palestino na direção de Israel, metade deles interceptados pelo sistema de defesa Domo de Ferro. O último balanço fornecido pelas autoridades palestinas reporta 139 mortos, incluindo 39 crianças, e mil feridos nos bombardeios contra Gaza. Do lado israelense, há até o momento 10 mortos e mais de 560 feridos.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895