Boris Johnson ameaça UE por mudança em acordo do Brexit
capa

Boris Johnson ameaça UE por mudança em acordo do Brexit

Premiê classificou condições alcançadas por Theresa May como inaceitáveis

Por
AFP

Primeiro-ministro ameaçou sair da UE sem acordo

publicidade

Em seu discurso de estreia no Parlamento como o novo primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson afirmou preferir deixar a União Europeia (UE) com um acordo e que fará o possível para conseguir a saída ordenada, mas garantiu que, se o bloco não estiver disposto a mudar o acordo do Brexit, ele levará adiante uma separação sem acordo em 31 de outubro.

"Estou pronto para me reunir com as autoridades da Comissão Europeia e nossos outros parceiros europeus onde e quando for necessário", disse no plenário da Câmara dos Comuns. Mas logo emendou: "Nos 90 dias até o Brexit, temos de turbinar as preparações para uma saída sem acordo."

Johnson deixou claro onde está o problema ao estabelecer que o caminho para Londres e Bruxelas chegarem a um novo entendimento "passa pela abolição do backstop", referindo-se ao mecanismo emergencial em que o Reino Unido seria mantido em uma união aduaneira temporária com a UE como forma de evitar a introdução de controles de fronteira entre a República da Irlanda e a Irlanda do Norte.

A medida só entraria em vigor, contudo, se britânicos e europeus não tivessem acertado a sua relação futura ao fim do período de transição previsto no acordo de retirada negociado pela antecessora de Johnson, Theresa May.