Casal aponta armas para protesto em bairro nobre nos EUA
capa

Casal aponta armas para protesto em bairro nobre nos EUA

Manifestantes do "Vidas Negras Importam" seguiam em direção à casa da prefeita de Saint Louis, no estado de Missouri, quando foram ameaçados

Por
R7

Casal teria sido identificado como Mark e Patricia McCloskey


publicidade

Um casal armado ameaçou manifestantes que passavam em frente à sua casa em um bairro nobre da cidade de Saint Louis, no estado do Missouri, nos EUA. O protesto contra o racismo e a violência policial deste domingo tinha como objetivo chegar até a casa da prefeita Lyda Krewson, localizado no mesmo bairro. 

Manifestantes registraram a cena e é possível ouvir o homem repetindo "propriedade privada, caiam fora". Segundo o The Washington Post, o protesto tinha cerca de 500 manifestantes protestando pacificamente, e o incidente teria ocorrido quando eles caminhavam em uma rua privada.

O protesto fazia parte da campanha Black Lives Matter (Vidas Negras Importam) que ocorrem com muita força desde a morte de George Floyd, no mês passado, durante uma abordagem policial em Minneapolis. 

Organizadores do protesto pediam que as pessoas ignorassem as provocações feitas pelo casal e a manifestação seguiu em frente sem incidentes. Segundo jornal The Guardian, o casal teria sido identificado como Mark e Patricia McCloskey. Eles são advogados e donos da mansão que aparece no vídeo.

A presidente e diretora executiva do Comitê de Advogados de Diretos Civis nos Termos da Lei, Kristen Clarke, tuitou, junto do vídeo, "isso é uma demonstração não provocada de força letal".

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, teria compartilhado o vídeo do casal em seu perfil oficial na rede social, mas voltou atrás, e apagou a publicação. No dia anterior, Trump teria compartilhado e apagado outra publicação com frases de supremacistas brancos.