Cerca de 16 mil pessoas foram retiradas de Cabul em 24 horas

Cerca de 16 mil pessoas foram retiradas de Cabul em 24 horas

Conforme o Pentágono, o número de refugiados transportados do Afeganistão desde julho em voos americanos subiu para 42 mil

AFP

Medo e angústia tomaram conta da população após retomada do Talibã

publicidade

O Pentágono informou, nesta segunda-feira, que cerca de 16 mil pessoas foram retiradas nas últimas 24 horas do Afeganistão através do aeroporto de Cabul, com a aceleração das operações de transporte aéreo internacional antes do prazo de 31 de agosto.

O general Hank Taylor disse a jornalistas que 61 voos militares, comerciais e charter, saíram do aeroporto internacional Hamid Karzai nas 24 horas antes das 3h de segunda-feira (4h no horário de Brasília), transportando pessoas que fugiam do país depois que os Talibãs tomaram o poder. Do total do dia, 11 mil já foram retiradas por meio das operações de transporte aéreo do Exército dos Estados Unidos, disse Taylor.

Veja Também

O general acrescentou que o número de pessoas transportadas do Afeganistão desde julho em voos americanos subiu para 42 mil, das quais 37 mil foram evacuadas desde que as intensas operações de transporte áereo começaram em 14 de agosto, quando os talibãs se mobilizaram para tomar Cabul.

Este número inclui "vários milhares" de cidadãos americanos e milhares de afegãos que trabalharam para as forças americanas, e que solicitaram ou receberam vistos especiais de imigrante. Também estão inseridos afegãos considerados em risco de sofrer ataques talibãs pelo seu trabalho em organizações não-governamentais, meios de comunicação e outros empregos, segundo o porta-voz do Pentágono, John Kirby.

Kirby acrescentou que a atenção continua voltada para que as operações de evacuação dos EUA sejam concluídas antes de 31 de agosto, data limite estabelecida pelo presidente Joe Biden para a retirada do país. Isso exigiria a retirada dos 5,8 mil soldados dos EUA que basicamente lideraram as operações no aeroporto e mantiveram a segurança desde 14 de agosto, assim como grandes quantidades de equipamentos levados para apoiar sua missão.

Funcionários alemães, britânicos e franceses afirmaram, nesta segunda-feira, que as evacuações que eles realizam poderiam continuar depois de 31 de agosto e manifestaram o desejo de que a força dos Estados Unidos permaneça no local para ajudar o transporte aéreo internacional.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895