Chanceler do Irã soube pela ONU sobre recusa de visto dos EUA

Chanceler do Irã soube pela ONU sobre recusa de visto dos EUA

Tensão entre os países está no auge desde a morte do general Qassem Soleimani

AFP

Zarif teve visto recusado para comparecer a uma reunião da ONU

publicidade

O chefe da diplomacia do Irã, Mohamad Javad Zarif, explicou nesta terça-feira que soube pelo secretário-geral da ONU que os Estados Unidos recusaram seu visto para ir à sede da organização em Nova Iorque.

"O que sabemos é que o secretário de Estado dos EUA (Mike Pompeo), durante uma ligação para o secretário das Nações Unidas (Antonio Guterres), disse 'não temos tempo para processar um visto para Mohamad Javad Zarif e não lhe daremos visto'", declarou o próprio Zarif.

"O secretário-geral respondeu dizendo que o Irã tem o direito de participar desta sessão", um debate aberto a todos os membros das Nações Unidas, e organizado para quinta-feira no Conselho de Segurança sobre o respeito à Carta da ONU, disse ele, citado pela agência de imprensa iraniana Isna. Essa decisão é "um sinal do fracasso do governo dos EUA e do regime de Trump", acrescentou. "Do que eles realmente têm medo? A verdade?", escreveu no Twitter.

A tensão entre o Irã e os Estados Unidos está no auge desde a morte do general iraniano Qassem Soleimani na sexta-feira passada em um ataque de um drone americano no Iraque. Os Estados Unidos, onde está localizada a sede da ONU, têm, em princípio, a obrigação de conceder vistos aos Estados que solicitarem para que seus representantes participem das reuniões.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895