Chefe de prisões federais dos EUA é substituído após suicídio de Epstein
capa

Chefe de prisões federais dos EUA é substituído após suicídio de Epstein

Kathleen Hawk Sawyer passará a ser diretora da Agência, substituindo Hugh Hurwitz

Por
AFP

publicidade

O procurador-geral dos Estados Unidos, Bill Barr, anunciou nesta segunda-feira a substituição do chefe das prisões federais, após o suicídio em sua cela do magnata acusado de exploração sexual de menores Jeffrey Epstein. Ele disse que Kathleen Hawk Sawyer passará a ser diretora da Agência Federal de Prisões, substituindo Hugh Hurwitz, que ocupou o cargo interinamente nos últimos 15 meses.

Hawk Sawyer, uma experiente psicóloga especialista em detentos, ocupou este cargo em 1992, quando foi nomeada pelo próprio Barr, exercendo a função até 2003. Esta nomeação é anunciada nove dias após o suicídio de Epstein no Centro Correcional Metropolitano de Nova York enquanto supostamente estava sob forte vigilância por conta de uma tentativa anterior de tirar a própria vida.

Muitas pessoas insinuam que o bilionário teria sido assassinado para proteger as muitas personalidades importantes com quem ele se relacionava, desde o príncipe britânico Andrew até o ex-presidente Bill Clinton e o atual dirigente dos Estados Unidos, Donald Trump. Entretanto, um médico legista de Nova York afirmou que Epstein se enforcou na própria cela. Citando "graves irregularidades", Barr transferiu rapidamente o diretor da prisão e suspendeu dois agentes penitenciários que estavam de plantão.