Chile endurece quarentena na capital após aumento de contágios de coronavírus

Chile endurece quarentena na capital após aumento de contágios de coronavírus

Cerca de 80% da população estará em confinamento total a partir de sexta-feira

AFP

Autoridades de saúde do Chile intensificaram as medidas de confinamento obrigatório em Santiago nesta quarta

publicidade

As autoridades de saúde do Chile intensificaram as medidas de confinamento obrigatório em Santiago nesta quarta-feira, diante do aumento de casos de coronavírus, totalizando 23.048 infectados e 281 mortes no país.

Na contramão do início da flexibilização do confinamento em outros países do mundo, e dois meses depois do primeiro caso relatado no Chile, 12 comunas de Santiago entrarão em quarentena obrigatória a partir da sexta-feira à noite. 

Assim, cerca de 80% da população da capital chilena de sete milhões de habitantes estará em confinamento total. A essas 12 comunidades somam-se outras 14 que já estavam em quarentena, algumas desde o início desta semana, quando o número de infecções começou a crescer acima de 1 mil casos por dia.

"É essencial que o número de casos em Santiago diminua rapidamente e a única maneira de fazer isso é através das medidas que indicamos, por mais dolorosas que sejam", disse o ministro da Saúde Jaime Mañalich, que pediu esse esforço para reduzir infecções na capital.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895