China acusa EUA de manipulação política por abrir investigação sobre coronavírus

China acusa EUA de manipulação política por abrir investigação sobre coronavírus

Segundo o país asiático os americanos exploram o assunto para atacar os chineses e esconder o próprio fracasso em frente a pandemia

AE

China acusa os EUA de estarem obcecados com a teoria do coronavírus surgir no laboratório de Wuhan

publicidade

O Ministério das Relações Exteriores da China chamou de "manipulação política" os esforços dos Estados Unidos para intensificar as investigações sobre a origem do coronavírus. Sem citar o presidente norte-americano, Joe Biden, nominalmente, o porta-voz do ministério, Zhao Lijia, aludiu ao comunicado do democrata na quarta-feira em que pede que as agências de inteligência realizem em até 90 dias um relatório com conclusões a respeito das apurações sobre o início da covid-19.

O tema voltou a gerar debate nos últimos dias, depois que uma reportagem do jornal The Wall Street Journal noticiou que três pesquisadores em um laboratório de Wuhan (epicentro inicial da epidemia) buscaram cuidados médicos em novembro de 2019, antes da confirmação dos primeiros casos oficiais.

Para Zhao Lijia, os americanos exploram o assunto para desferir "ataques" contra os chineses, "ao mesmo tempo que ignora totalmente as dúvidas sobre o trabalho de rastreamento de origem e o fracasso da resposta à pandemia nos EUA". O porta-voz também acusou o país rival de estar "obcecado" com a teoria de que o coronavírus surgiu em um laboratório.

Também Zhao Lijia lembrou que, no início deste ano, uma missão de especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) esteve em Wuhan para apurar a questão e, segundo ele, tirou "muitas conclusões significativas". O porta-voz afirmou que os americanos deveriam convidar a OMS para os EUA a fim de investigar "inexplicáveis surtos" de doenças respiratórias na Virgínia, em julho de 2019, e no Wisconsin.

Veja Também


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895