China adverte estudantes chineses nos EUA sobre risco de arbitrariedades

China adverte estudantes chineses nos EUA sobre risco de arbitrariedades

País norte-americano decidiu fechar consulado chinês em Houston

AFP

China faz alerta a estudantes nos Estados Unidos

publicidade

A China alertou seus estudantes nos Estados Unidos, nesta quarta-feira (22), sobre o risco de sofrerem "interrogatório arbitrário", após a decisão do governo dos EUA de fechar seu consulado em Houston em meio a fortes tensões bilaterais.

"Recentemente, as autoridades intensificaram os interrogatórios arbitrários, perseguição, confisco de bens pessoais e detenções de estudantes chineses nos Estados Unidos", afirmou o Ministério das Relações Exteriores da China em um comunicado.

As autoridades chinesas denunciaram a decisão, a qual classificaram de "provocação política" que prejudicará as relações diplomáticas bilaterais. "A China condena esta decisão escandalosa e injustificada", disse o porta-voz do Ministério chinês das Relações Exteriores, Wang Wenbin, pedindo que Washington recue, em caso contrário, Pequim responderá da maneira "adequada".

O Departamento americano de Justiça anunciou ontem a acusação contra Li Xiaoyu, de 34 anos, e Dong Jiazhi, de 33, "dois hackers chineses (que) trabalhavam com o Ministério chinês da Segurança". Pequim refutou as acusações.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895