China anuncia a primeira morte por coronavírus em Pequim

China anuncia a primeira morte por coronavírus em Pequim

Vítima era um homem de 50 anos que visitou a cidade central de Wuhan, o epicentro da epidemia

AFP

Vírus já deixou mais de 80 mortos

publicidade

As autoridades de Pequim relataram nesta segunda-feira a primeira morte na capital chinesa pelo novo vírus mortal que se espalhou rapidamente por todo o país, matando mais de 80 pessoas e causando alarme global. A vítima era um homem de 50 anos que visitou a cidade central de Wuhan, o epicentro da epidemia, em 8 de janeiro e desenvolveu febre depois de retornar a Pequim sete dias depois, informou a comissão de saúde da cidade. Ele morreu nesta segunda-feira de insuficiência respiratória.

Um total de 80 dos mais de 2,7 mil casos foi registrado na capital chinesa que tem 20 milhões de pessoas. As autoridades promulgaram amplas restrições de viagens em todo o país, numa tentativa desesperada de impedir que o vírus se espalhe ainda mais. As proibições de transporte foram promulgadas em Wuhan e outras cidades na província central de Hubei, efetivamente isolando cerca de 56 milhões de pessoas. Pequim interrompeu o serviço de ônibus de longa distância.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895