China demite dois funcionários de alto escalão da área da Saúde
capa

China demite dois funcionários de alto escalão da área da Saúde

Anúncio foi feito por meio de televisão estatal local após duras críticas

Por
AFP

Comitê Permanente do Partido questiona gestão de crise adotada

publicidade

Dois funcionários da província chinesa de Hubei, epicentro da epidemia de um novo coronavírus, foram demitidos - anunciou a televisão estatal, nesta terça-feira, depois das arrasadoras críticas sobre gerenciamento da crise.

A diretora da Comissão de Saúde da província, Liu Zingzi, e o principal dirigente do Partido Comunista nesta organização, Zhang Jin, foram sumariamente afastados de seus cargos por decisão do Comitê Permanente do Partido em Hubei, informou a CCTV.

As demissões parecem buscar aplacar a opinião pública, que exigia a saída de ambos desde o falecimento de Li Wenliang, um oftalmologista de 34 anos apontado como um dos primeiros a alertar sobre a emergência sanitária. Por enquanto, Wang Hesheng, ex-vice-ministro da Comissão Nacional de Saúde, substituirá os dois funcionários demitidos.

A revolta popular cresceu de forma evidente nas últimas semanas, e a grande maioria da população considera que as autoridades levaram tempo demais para reagir aos primeiros alertas sobre a doença. A província de Hubei é o coração da epidemia, já que concentra 96% dos mais de mil mortos registrados até o momento, e 74%, dos casos confirmados de contaminação.