Cinquenta mil pessoas recebem ordem de retirada após alerta de incêndio florestal nos EUA
capa

Cinquenta mil pessoas recebem ordem de retirada após alerta de incêndio florestal nos EUA

Combate às chamas na região da Califórnia foi iniciada com apoio de helicópteros e aviões

Por
AFP

Região está sob alerta de incêndio devido ao clima seco e fortes ventos


publicidade

Um incêndio florestal avançou com força nessa quinta-feira na zona vinícola da Califórnia, nos Estados Unidos, onde as autoridades alertam sobre altas chances de outros focos no estado. O incêndio Kincade afeta uma área rural do condado de Sonoma desde quarta-feira à noite, e passou rapidamente de poucos hectares a 4 mil em questão de horas, informou a CalFire, a agência da Califórnia responsável pela proteção contra incêndios. Cerca de 500 pessoas apoiadas por aviões e helicópteros combatiam as chamas, que eram alimentadas por rajadas de vento de mais de 110 km/h. Ao menos 50 mil pessoas receberam ordens para abandonar suas residências ao norte de Los Angeles diante do avanço das chamas, que saiu do controle devido a fortes ventos.

O incêndio, chamado de Tick em Santa Clarita, 65 quilômetros ao Norte de Los Angeles, começou no início da tarde e rapidamente consumiu cerca de 2 mil hectares, segundo os bombeiros do condado de Los Angeles. Ordens de evacuação obrigatória foram emitidas para todo o povoado de Geyserville e vinhedos próximos depois de que o incêndio, que começou em uma zona montanhosa, se propagou rapidamente, cruzando uma estrada e indo em direção às casas, indicou o departamento do xerife.

Os fortes ventos do Norte impulsionavam o fogo para o Sul enquanto os bombeiros trabalhavam para evacuar os residentes e proteger as estruturas. "Este incêndio está avançando rapidamente, por favor, preste atenção às ordens de evacuação", disse o senador regional Mike McGuire em sua conta do Twitter.
 

 


Por volta de meio-dia, as chamas estavam fora de controle e várias estruturas foram consumidas pelo fogo, segundo os bombeiros. O Kincade - a 120 quilômetros de San Francisco - começou em meio aos alertas oficiais de que grande parte do norte da Califórnia e algumas zonas do sul estavam sob ameaça iminente de incêndios até sexta-feira devido ao clima seco e aos fortes ventos.

Nesta quinta, cerca de 180 mil pessoas ficaram sem serviço elétrico no norte do estado e outros cortes preventivos similares afetaram milhares de clientes mais ao Sul. A previsão é de que os fortes ventos no norte diminuirão nesta sexta, mas devem voltar no domingo, alertou o Serviço Meteorológico Nacional. Muitos moradores de Geyserville que fugiram disseram que mal tiveram tempo de recolher seus pertences, já que o fogo monstruoso se aproximou rapidamente à cidade.

"Pensamos que estávamos a algumas milhas do incêndio", disse Dwight Monson, de 68 anos, ao Los Angeles Times. "Mas não contávamos com os ventos". No Sul da Califórnia, vários incêndios florestais queimavam na área de Los Angeles nesta quinta, e ao menos um foi reportado perto de Camp Pendleton, no condado de San Diego. Um incêndio no condado de San Bernardino, cerca de 100 quilômetros ao Leste de Los Angeles, provocou ordens de evacuação à medida que se propagava a cerca de 40 hectares. Os bombeiros disseram que o fogo tinha o potencial de se propagar amplamente.