Com 141 pessoas a bordo, Aquarius continua na costa líbia

Com 141 pessoas a bordo, Aquarius continua na costa líbia

Navio humanitário anunciou que segue na zona de busca e resgate, atento a qualquer outra embarcação em perigo

AFP

Em junho, o Aquarius salvou 630 migrantes, também perto do litoral líbio

publicidade

De novo frente à costa da Líbia neste sábado, o navio humanitário "Aquarius" anunciou que mantém sua missão, após ter resgatado 141 pessoas em duas operações na última sexta-feira. As ONGs SOS Méditerranée e Médicos Sem Fronteiras (MSF) disseram, no Twitter, que seu barco "continua na zona de busca e resgate, atento a qualquer outra embarcação em perigo". Na manhã de sexta, o navio resgatou 25 migrantes que estavam à deriva em uma pequena embarcação de madeira, a 26 milhas náuticas do litoral líbio, ao norte de Zuara.

• Espanha recebe barco da ONG Proactiva Open Arms com 87 imigrantes

Em uma segunda operação, o "Aquarius" resgatou 116 pessoas, 67 delas eram menores de idade desacompanhados, em sua maioria originários da Somália e da Eritreia. Segundo as ONGs, sua embarcação de madeira, "sobrecarregada", sem água e sem comida, estava a 24 milhas náuticas da costa líbia, ao norte de Abu Kammash.

Em junho, o "Aquarius" salvou 630 migrantes, também perto do litoral líbio. O ministro italiano do Interior, Matteo Salvini, negou-se a autorizar seu desembarque na Itália. As autoridades maltesas também fecharam seus portos ao navio, cujo destino final acabou sendo o porto espanhol de Valência.

Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895