Conservadores britânicos elegem 365 dos 650 deputados

Conservadores britânicos elegem 365 dos 650 deputados

Nova composição conta com 203 assentos ocupados por oposição trabalhista

AFP

Johnson espera destravar acordo do Brexit com maioria parlamentar

publicidade

O Partido Conservador do primeiro-ministro britânico Boris Johnson conquistou a maioria absoluta de 365 deputados em uma câmara com 650 cadeiras, de acordo com os resultados finais das eleições legislativas anunciados nesta sexta-feira. A principal força de oposição, o Partido Trabalhista, obteve 203 assentos (-59), seguida pelos indepedentistas escoceses do SNP com 48 (+13) e pelo centrista Partido Liberal Democrata (LD) com 11 (-1). O índice de participação foi de 67,3%.

Comemorando o resultado, Johnson afirmou que pretende concluir acordo do Brexit no prazo de um mês e meio agora que seu partido tem maioria no parlamento. "Vou acabar com todas estas bobagens e vamos fazer (o Brexit) a tempo, em 31 de janeiro, sem 'sim, sem 'mas', sem 'talvez'", afirmou um Johnson eufórico nesta sexta-feira antes de um encontro com a rainha Elizabeth II no Palácio de Buckingham para receber a missão de formar o governo.

No poder desde julho, mas em minoria no Parlamento, o carismático e controverso Johnson apostou na convocação de eleições antecipadas em dezembro, um mês escuro e frio, pouco propício para levar os britânicos às urnas. Foi uma aposta arriscada, que ele venceu.

O resultado dessas eleições legislativa já é considerada a maior vitória conservadora no Reino Unido, parcela política que costuma ser ofuscada pelos trabalhistas que, por sua vez, iniciarão "uma reflexão interna" após desempenho no pleito deste ano, segundo o ex-candidato do partido, Jeremy Corbyn, não não liderará próximas eleições.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895