Deputados russos aprovam reforma que abre caminho para permanência de Putin no poder

Deputados russos aprovam reforma que abre caminho para permanência de Putin no poder

Texto teve 383 votos a favor, nenhum contra e 43 abstenções

AFP

Texto aprovado na Rússia abre portas para que Putin fique na presidência até 2036

publicidade

Os deputados russos aprovaram nesta quarta-feira em terceira e última votação a reforma constitucional estimulada pelo presidente Vladimir Putin, que prepara o caminho para sua permanência no poder, em tese, até 2036. Os deputados aprovaram o texto por 383 votos a favor, 43 abstenções (dos deputados comunistas) e nenhum voto contrário.

Para entrar em vigor, a reforma deve ser aprovada agora pelos senadores do Conselho da Federação, uma votação que será meramente protocolar. Depois, o texto será submetido a uma "votação popular" em 22 de abril, mas os detalhes desta consulta ainda são vagos.

O texto aprovado em definitivo nesta quarta-feira contém a emenda adotada na terça-feira em segunda votação pelos deputados para "zerar" o número de mandatos presidenciais de Putin, o que lhe daria o direito de que apresente candidaturas em 2024 e também em 2030. O presidente se declarou favorável à medida em um discurso na terça-feira aos deputados e afirmou que o Tribunal Constitucional terá que decidir se ele poderá ou não concorrer a um novo mandato.

Putin surpreendeu o mundo ao anunciar, em janeiro, a reforma constitucional, que é vista como o instrumento que permitirá sua permanência no poder ou que, ao menos, continue influenciando a vida política da Rússia nos próximos anos. A reforma também inclui medidas como a indexação das aposentadorias com a inflação e a proibição do casamento entre pessoas do mesmo sexo. 


Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895