Desabrigados na Indonésia têm medo de voltar para casa após tsunami

Desabrigados na Indonésia têm medo de voltar para casa após tsunami

Especialistas alertaram para possibilidade de novas ondas atingirem país

Por
AFP

Desabrigados na Indonésia têm medo de voltar para casa após tsunami


publicidade

O dia de Natal na Indonésia foi marcado pela tristeza e pelas preces. Este último serviu como um gesto dos sobreviventes ainda tentam encontrar esperança em meio ao desastre causado pela erupção vulcânica seguida de uma tsunami, fenômeno que matou ao menos 429 pessoas. O fato é que muitos dos atingidos que agora estão desabrigados têm medo de retornar para casa.  

Especialistas avisaram que novas ondas gigantes podem atingir a região que está coberta por entulhos de carros, barcos e móveis e outros materiais levados pela força da água do mar. "Estou aqui há três dias", disse Neng Sumarni, de 40 anos, que tem dormido com seus três filhos e o marido no chão de uma escola, a exemplo de outras 36 pessoas. 

As autoridades estão usando cães farejadores para tentar encontrar sobreviventes e corpos. Drones também estão sendo utilizados para verificar a região da Costa. Um médico que trabalha nas localidades atingidas relatou que o prédio de uma escola virou um abrigo temporário. "Nós temos menos remédios do que o normal. Não é saudável estar aqui para os atingidos", resumiu.  

A onda gigante chegou à Indonésia durante a noite e sem aviso. O tsunami varreu praias populares nas ilhas de Sumatra e de Java, inundando hotéis e outros estabelecimentos que ficam na orla. Além do balanço que indica 429 mortos, há 1.485 pessoas feridas e ao menos 154 estão desaparecidas. 

Ao contrário dos tsunamis provocados por terremotos, que ativam os sistemas de alertas, as ondas "vulcânicas" dão pouco tempo para que as pessoas avisem a população. A Indonésia, uma das áreas mais propensas a sofrer catástrofes no planeta, fica no Círculo de Fogo do Pacífico, onde se encontram placas tectônicas e que registra grande parte das erupções vulcânicas e terremotos do planeta. 

Ilha nascida de uma erupção 

Anak Krakatoa é uma pequena ilha vulcânica que surgiu no oceano meio século depois da letal erupção do vulcão Krakatoa em 1883. É um dos 127 vulcões ativos da Indonésia. Naquela ocasião, uma coluna de cinzas, pedras e fumaça foi expelida a mais de 20 km de altura, o que deixou a região no escuro e provocou um grande tsunami, com repercussões em todo o mundo. A catástrofe deixou mais de 36 mil mortos.

Em 26 de dezembro de 2004, um tsunami provocado por um terremoto no fundo do mar de 9,3 graus de magnitude, na costa de Sumatra, Indonésia, provocou a morte de 220 mil pessoas em vários países do Oceano Índico, 168 mil delas na Indonésia.