Dois navios de guerra americanos navegam pelo estreito de Taiwan
capa

Dois navios de guerra americanos navegam pelo estreito de Taiwan

Movimento aumenta tensões nas relações entre China e Estados Unidos

Por
AFP

Pequim reivindica soberania sobre região e a considera território chinês

publicidade

Dois navios de guerra americanos navegaram pelo estreito de Taiwan, anunciou nesta quinta-feira o Exército dos Estados Unidos, uma operação que poderia tensionar ainda mais as relações entre Washington e Pequim, que reivindica a soberania sobre esse estreito.

A navegação desses navios americanos, anunciada inicialmente por Taipé, ocorre no momento em que os Estados Unidos, o Japão, a Coreia do Sul e a Austrália iniciam suas manobras militares, conhecidas como "Pacific Vanguard", nas quais 3.000 fuzileiros navais participam perto da ilha americana de Guam, no Pacífico.

A Marinha americana disse que o navio de guerra "USS Preble" e o navio de abastecimento "USNS Walter S. Diehl" navegaram pelo estreito durante uma missão de rotina "em conformidade com o direito internacional". "A navegação de navios no estreito de Taiwan demonstra o compromisso dos Estados Unidos com uma região Indo-Pacífica livre e aberta", disse a Marinha.

Os dois navios entraram no estreito pelo sudoeste, de acordo com uma declaração do ministério da Defesa de Taiwan. A Marinha americana realiza regularmente operações, conhecidas como "liberdade de navegação", no estreito que separa a China continental de Taiwan, o que sempre provoca a reação de Pequim. A China considera Taiwan como parte de seu território, apesar do fato da ilha ser dirigida por um regime rival que se instalou após a proclamação em 1949 da República Popular da China (comunista).