Espanha surpreendida por nevascas

Espanha surpreendida por nevascas

Fortes nevascas podem cobrir metade do país até domingo e já interrompeu o tráfego em quase 200 estradas

AFP

Termômetro desceu a tal ponto que, na quarta-feira, um recorde nacional não oficial de -34,1°C foi registrado

publicidade

A Espanha enfrenta fortes nevascas que podem cobrir metade do país até domingo e já interrompeu o tráfego em quase 200 estradas, disseram as autoridades nesta quinta-feira. "Se as previsões se confirmarem, estaremos um dos episódios de nevasca mais longos dos últimos anos", disse à AFP o porta-voz da agência meteorológica (AEMET), Rubén del Campo.

Num cenário que não se via há muito tempo, Madri foi surpreendida desde quinta-feira ao meio-dia por uma nevasca que cobriu com uma manta branca árvores, veículos e telhados, como aconteceu em parte da região de Castela-La Mancha, no centro do país.

Quase metade de Espanha está em alerta para nevascas provocadas pela tempestade "Filomena", que se prolongará até domingo, principalmente no centro, norte e leste da Península Ibérica. Segundo as autoridades, a neve causou distúrbios em cerca de 200 estradas na tarde desta quinta-feira e alguns atrasos nos trens.

Na capital, os patos conseguiram caminhar nas águas geladas do lago do Parque do Retiro graças às temperaturas negativas.

Veja Também

O termômetro desceu a tal ponto que, na quarta-feira, um recorde nacional não oficial de -34,1°C foi registrado a mais de 2.000 metros de altitude, na estação meteorológica privada de Clot de la Llança, nos Pirenéus. O fenômeno foi acompanhado por fortes chuvas e rajadas de vento na costa sul da península e no arquipélago atlântico das Canárias, disse a AEMET.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895