Estado de Nova Iorque espera receber primeiras doses da vacina no fim de semana

Estado de Nova Iorque espera receber primeiras doses da vacina no fim de semana

Governador espera que a FDA outorgue a autorização para o imunizante da Pfizer-BioNTech na quinta-feira

AFP

"Esperamos a entrega de 170.000 doses já neste fim de semana", disse Cuomo

publicidade

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, assegurou que se espera que o estado receba as primeiras doses da vacina contra a Covid-19 no próximo fim de semana. Cuomo disse esperar que a Agência de Medicamentos e Alimentos (FDA) outorgue a autorização para a vacina da Pfizer-BioNTech na quinta-feira, abrindo a via para a sua distribuição.

"Esperamos a entrega de 170.000 doses já neste fim de semana", disse Cuomo. "A primeira prioridade será para os residentes e funcionários de lares de idosos e trabalhadores de hospitais de alto risco", acrescentou.

A FDA anunciou nesta terça que a vacina Pfizer-BioNTech é segura e eficaz, o que aumenta as expectativas de que o regulador conceda a aprovação de emergência. O Reino Unido começou a administrar a vacina na terça, tornando-se o primeiro país ocidental a iniciar uma campanha de vacinação maciça contra a Covid-19.

Veja Também

Mais de 35.000 pessoas morreram de Covid-19 no estado de Nova Iorque, principalmente na cidade homônima, que se tornou o epicentro da pandemia nos Estados Unidos. Cuomo disse esperar que todo o pessoal sanitário de alto risco, como os trabalhadores de cuidados intensivos, recebam a primeira dose da vacina no final da segunda semana de distribuição.

Ele detalhou que quando começar uma aplicação geral, será dada prioridade às comunidades mais vulneráveis de negros e latinos, que sofreram com taxas de mortalidade duas vezes maiores do que nos bairros brancos. Isto poderia acontecer no começo de fevereiro.

"A equidade da vacina é primordial", disse Cuomo a jornalistas. A vacinação é chave para conter o aumento das taxas de contágio, desacelerar o aumento das hospitalizações e ajudar a reconstruir a combalida economia da cidade de Nova Iorque.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895