Etiópia quer plantar 4 milhões de árvores para combater mudanças climáticas

Etiópia quer plantar 4 milhões de árvores para combater mudanças climáticas

Na segunda, funcionários do governo foram dispensados do trabalho para que pudessem plantar árvores

AFP

Campanha tem como alvo áreas que foram desmatadas ao longo dos anos, explica porta-voz

publicidade

A Etiópia planeja plantar quatro milhões de árvores até outubro com o objetivo de proteger seus recursos naturais e combater as mudanças climáticas. Na segunda-feira, os funcionários do governo foram dispensados do trabalho para que pudessem plantar árvores, um exemplo que o primeiro-ministro Abiy Ahmed quer dar para motivar o restante do país.

O governo afirma que 350 milhões de árvores teriam sido plantadas em todo país, o que constituiria um recorde em escala mundial e tem causado certo ceticismo. "Demonstramos a capacidade de as pessoas se unirem coletivamente", afirmou à AFP Billene Seyom, porta-voz de Abiy.

A campanha de plantio de árvores tem como alvo áreas que foram sendo desmatadas ao longo dos anos, explicou Billene. O porta-voz do partido da oposição Ezema, Zelalem Worgagegnehu, observou que centenas de membros de seu partido participaram da ação.

"Consideramos isso uma boa oportunidade para nos solidarizarmos com os cidadãos", declarou, minimizando a polêmica sobre o número total de árvores plantadas. "Nossa preocupação é com o legado ambiental, com fazer da Etiópia um país ecológico", frisou.

Plantar é apenas o primeiro passo

A cobertura florestal da Etiópia diminuiu de aproximadamente 40% há meio século, para cerca de 15% hoje, relatou o diretor do Instituto de Meio Ambiente e Florestas da Etiópia, Abiyot Berhanu. "O desmatamento se tornou um problema muito sério em vários lugares da Etiópia", constatou.

De acordo com o presidente da Parceria Global sobre Restauração Florestal e Paisagística, Tim Christophersen, o reflorestamento é o um componente importante das iniciativas globais para recuperar as emissões de carbono, purificar a água, produzir oxigênio e sustentar a renda dos agricultores. Para ele, porém, plantar árvores é apenas a primeira etapa.

"O fator mais importante é a pressão da pastagem. Se você planta uma árvore e um dia depois chegam as cabras, é claro que comerão a árvore primeiro, e depois a relva ao seu redor secará", explicou à AFP.

Segundo Tim, plantar 350 milhões de árvores requer um espaço equivalente a 350.000 hectares, com cada voluntário conseguindo plantar até 100 mudas em um dia. "Não é impossível, mas demandaria um esforço bem organizado", afirmou.

A campanha faz parte de um projeto ambiental mais amplo, a "Green Legacy Iniciative" (Iniciativa de Legado Verde), que se propõe a limpar os cursos de água e tornar a agricultura mais sustentável. Se a Etiópia realmente plantasse 350 milhões de árvores na segunda-feira, teria esmagado o atual recorde mundial de cerca de 50 milhões, pertencente ao estado indiano de Uttar Pradesh.

A Etiópia não tentou, porém, registrar sua conquista com o Guinness World Records Limited, disse a porta-voz Jessica Dawes à AFP em um e-mail. "Estamos sempre atentos a novas conquistas de recorde e, por isso, incentivamos os organizadores deste evento a entrarem em contato conosco para fazer o registro", convidou Jessica. 



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895