EUA autoriza vacina anticovid da Pfizer/BioNTech a menores de 12 a 15 anos

EUA autoriza vacina anticovid da Pfizer/BioNTech a menores de 12 a 15 anos

Até o momento, o uso emergencial do imunizante estava autorizado para adolescentes a partir dos 16 anos

AFP

Cerca de 20 mil farmácias devem ter condições de vacinar os adolescentes nos próximos dias

publicidade

A agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos (FDA) anunciou nesta segunda-feira que autorizou a vacina anticovid da Pfizer/BioNTech para menores de 12 a 15 anos.

A medida é "um passo importante na luta contra a pandemia" e "permite que uma população mais jovem seja protegida contra a covid-19", afirmou Janet Woodcock, comissária interina da FDA, em comunicado.

Até o momento, o uso emergencial dessa vacina estava autorizado para pessoas a partir dos 16 anos. Agora pode ser administrada a mais milhões de adolescentes, em duas injeções com a mesma dose da vacina para adultos. "Os pais e responsáveis podem ter certeza de que a agência conduziu uma análise rigorosa e detalhada de todos os dados disponíveis", afirmou Woodcock.

O Canadá tornou-se, na última quarta-feira, o primeiro país a autorizar o uso do imunizante para essa faixa etária.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, já havia destacado na semana passada o papel crucial que a vacinação de adolescentes teria no desenvolvimento da vasta campanha de imunização da potência americana. Assim que o anúncio de autorização do FDA for feito, "estaremos prontos para agir imediatamente", disse.

Cerca de 20 mil farmácias devem ter condições de vacinar os adolescentes nos próximos dias, e depois as doses também serão enviadas aos pediatras, explicou. Duas outras vacinas foram aprovadas nos Estados Unidos, Moderna e Johnson & Johnson, ambas a partir dos 18 anos.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895