EUA pede a Conselho de Segurança da ONU reunião sobre Coreia do Norte
capa

EUA pede a Conselho de Segurança da ONU reunião sobre Coreia do Norte

No encontro será abordado o risco de uma "escalada nas provocações" norte coreanas após recentes lançamentos de mísseis

Por
AFP

Reunião deve fornecer informação sobre "possibilidade de escalada nas provocações" de Pyongyang

publicidade

Os Estados Unidos pediram ao Conselho de Segurança da ONU, nesta segunda-feira, que convoque esta semana uma reunião para abordar o risco de uma "escalada nas provocações" da Coreia do Norte, após seus "recentes lançamentos de mísseis".

O encontro deve fornecer informação "sobre os fatos recentes na península coreana, incluindo os recentes lançamentos de mísseis e a possibilidade de uma escalada nas provocações" de Pyongyang, disse um porta-voz do Departamento de Estado americano.

O governo Donald Trump não quis, porém, organizar uma reunião do conselho dedicada aos direitos humanos no país asiático. Este encontro estava previsto para terça-feira, mas o porta-voz não especificou se o debate sobre os lançamentos de mísseis será no mesmo dia. 

Após multiplicar, nos últimos meses, os disparos de mísseis de curto e médio alcance (minimizados por Trump), o regime de Kim Jong-un anunciou, no domingo, que havia realizado "um teste muito importante" de sua base de lançamento de satélites de Sohae.

A tensão cresce entre Pyongyang e Washington, com declarações que remontam aos desencontros de 2017, antes de os Estados Unidos e a Coreia do Norte experimentarem uma aproximação sem precedentes com três encontros históricos entre Kim e Trump. "Kim Jong-un é muito inteligente e tem muito a perder, se agir de maneira hostil", advertiu o presidente americano no domingo. Kim Yong-chol, que liderou as negociações para os norte-coreanos até o fracasso da cúpula de Hanói em fevereiro, ironizou hoje as declarações de Trump, chamando-o de "idoso impaciente" e "errático".