EUA se preparam para impacto de furacão Dorian

EUA se preparam para impacto de furacão Dorian

Trump se reuniu com diretores de gestão de emergências em Washington

AFP

Fenômeno avança para sudeste do país após catástrofe nas Bahamas

publicidade

Após vários dias de incerteza sobre a trajetória de Dorian, os estados do sudeste dos Estados Unidos - Flórida, Geórgia e Carolina do Sul - finalmente ordenaram a saída dos moradores da costa, um grande êxodo que afeta centenas de milhares de pessoas. O NHC afirmou que a tempestade passará "perigosamente perto" da costa da Flórida na segunda-feira à noite e na madrugada de terça-feira.

Em Washington, o presidente Donald Trump se reuniu com os diretores de gestão de emergências e disse que "isto parece monstruoso". "Esperamos que boa parte da costa leste receba o impacto ou parte do impacto de forma muito, muito severa", disse o mandatário, que cancelou a viagem à Polônia no fim de semana para monitorar a situação.

A Flórida emitiu suas primeiras ordens de evacuação obrigatória para Palm Beach e para o condado de Martin. O governador da Carolina do Sul, Henry McMaster ordenou a evacuação obrigatória da costa, o que afetará 800.000 pessoas.

A Geórgia adotou a mesma medida para seis condados. Os três estados declararam estado de emergência, assim como a Carolina do Norte. A medida permite uma mobilização maior dos serviços públicos estaduais e recorrer, em caso de necessidade, à ajuda federal.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895