Exército do Sudão depõe e prende presidente Al-Bashir
capa

Exército do Sudão depõe e prende presidente Al-Bashir

Político estava no poder do país há três décadas

Por
AFP

Bashir foi expulso, não conseguindo encerrar onda de protestos em todo o país contra seu regime

publicidade

O presidente sudanês Omar Al-Bashir, que estava no poder há três décadas, foi deposto e preso pelo Exército após um protesto popular, informou o ministro da Defesa, Awad Ahmed Benawf, nesta quinta-feira. "Eu anuncio, como ministro da Defesa, a queda do regime e a detenção em um lugar seguro de seu chefe", afirmou o funcionário na televisão estatal. O anúncio se segue a um protesto popular de um mês contra o regime de Bashir, que assumiu o poder por meio de um golpe em 1989. Ele foi expulso após não conseguir encerrar quatro meses de protestos em todo o país pedindo sua saída.

"Nós o substituímos por um conselho militar provisório por dois anos e suspendemos a constituição de 2005 no Sudão", disse Ibnouf, lendo um comunicado. "Anunciamos um estado de emergência em todo o país por três meses e ordenamos o fechamento das fronteiras e do espaço aéreo do país até que um novo anúncio seja feito".

Ibnouf disse que o conselho militar também declarou um cessar-fogo nacional, que inclui as regiões devastadas pela guerra de Darfur, Nilo Azul e Kordofan do Sul, onde o governo de Bashir lutava há tempos contra rebeldes de minorias étnicas.