Exército russo anuncia que "liberou totalmente" siderúrgica de Mariupol

Exército russo anuncia que "liberou totalmente" siderúrgica de Mariupol

Liberação aconteceu após a rendição dos últimos soldados entrincheirados ali durante semanas

AFP

Exército russo "liberou totalmente" a siderúrgica, informou o ministério da Defesa em Moscou

publicidade

O exército russo "liberou totalmente" a siderúrgica Azovstal, na cidade estratégica de Mariupol, no sudeste da Ucrânia, após a rendição dos últimos soldados entrincheirados ali durante semanas, informou nesta sexta-feira o ministério da Defesa em Moscou.

"Desde 16 de maio de 2016, 2.439 nazistas do [batalhão de] Azov e militares ucranianos bloqueados na siderúrgica se renderam. Hoje, 20 de maio, o último grupo de 531 combatentes se entregou", disse o porta-voz do ministério, Igor Konashenkov. "Os túneis do local, onde se escondiam dos combatentes, passaram ao controle completo das forças armadas russas", acrescentou.

Segundo o porta-voz, o ministro da Defesa, Serguei Shoigu, informou ao presidente russo, Vladimir Putin, "o fim da operação e a libertação total do complexo [de Azovstal] e da cidade de Mariupol".

Konashenkov informou que o chefe do batalhão Azov, uma milícia integrada ao exército ucraniano, entregou-se às forças russas e foi retirado em um "veículo blindado especial" para evitar que seja agredido por habitantes hostis.

Veja Também



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895