Ex-presidente argentino Carlos Menem é internado na UTI

Ex-presidente argentino Carlos Menem é internado na UTI

Senador está completando 90 anos hoje

Por
AFP

Ex-presidente argentino é novamente internado


publicidade

O ex-presidente argentino Carlos Menem (1989-1999) voltou a ser hospitalizado, na manhã desta quinta-feira, após nova deterioração de sua saúde - disseram seus familiares à imprensa local.

Menem, que hoje completa 90 anos, havia recebido alta na segunda-feira passada, após permanecer 15 dias internado por um quadro de pneumonia grave que os médicos davam como superado.

O ex-presidente e atual senador está internado na instituição particular de Los Arcos, na capital argentina, em terapia intensiva.

Fontes familiares citadas pela imprensa local relataram que ele voltou a manifestar dificuldades respiratórias. Em sua última internação, descartou-se que ele estivesse com Covid-19, após resultados negativos de dois testes.

"Chegamos aos 90 anos, velhinho!!! Começo esse dia parafraseando você 'Estamos mal, mas estamos indo bem'. Hoje é seu aniversário, mas Deus me deu o presente de tê-lo neste dia. te amo com minha alma. Força papai", escreveu sua filha Zulema no Twitter.

Na segunda-feira, quando deixou o Instituto Argentino de Diagnóstico e Tratamento, a instituição divulgou um boletim, informando que o paciente recebeu alta, "após ter sido internado na unidade de terapia intensiva por uma condição que depois se comprovou ser uma pneumonia bacteriana grave".


Menem governou a Argentina entre 1989 e 1999, com uma política de privatização e de forte abertura às importações. Essa agenda o afastou da histórica doutrina estatista e industrialista de seu partido, o Justicialista, agora novamente no governo sob a presidência de Alberto Fernández. Desde que ingressou no Senado em 2005, mantém um baixo perfil que contrasta com seus anos como presidente.