Ex-presidente Bush define Colin Powell como "grande servidor público"

Ex-presidente Bush define Colin Powell como "grande servidor público"

Considerado herói de guerra, líder militar morreu aos 84 anos por conta de complicações da Covid-19

AFP

Cowell teve grande influência durante o governo de Bush

publicidade

O ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush, que teve Colin Powell como secretário de Estado, prestou homenagem ao diplomata e considerado herói de guerra, que chamou de de "grande homem", que serviu a vários governos.

"Foi um grande servidor público desde que começou como soldado no Vietnã", afirmou Bush em um comunicado, no qual destaca que Powell foi "muito respeitado no país e no exterior".

Powell morreu nesta segunda-feira aos 84 anos, vítima de complicações da Covid-19. Ele esteve presente em várias administrações do partido republicano do país e sua participação no governo influenciou grandemente a política externa estadunidense. Além de ter participado do governo de Bush, também foi conselheiro de Segurança Nacional na administração de Ronald Reagan.

Nascido em 5 de abril de 1937 no Harlem, ele cresceu em Nova Iorque e se formou em Geologia. O militar também participou do Corpo de Treinamento de Oficiais da Reserva (ROTC) na faculdade e, ao se formar em junho de 1958, recebeu a patente de segundo-tenente do exército dos Estados Unidos e foi enviado para a então Alemanha Ocidental.

Powell cumpriu duas missões Vietnã - em 1962-1963 como um dos milhares de conselheiros militares de John F. Kennedy, e novamente em 1968-1969 para investigar o massacre de My Lai. Apesar de na história ter estado mais alinhado ao partido republicano, nas últimas eleições dos EUA, Powell anunciou que votou no então candidato do partido democrata Joe Biden.  

O atual secretário de Defesa americano, Llyod Austin, também, homenageou "um dos maiores líderes que já vimos", ao falar sobre Colin Powell, primeiro afro-americano a ocupar o posto de secretário de Estado do país. "O mundo perdeu um de seus maiores homens. Perdi um grande amigo e um mentor", afirmou Austin durante uma viagem a Tbilisi, capital da Geórgia.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895