Ex-presidente da Argentina Carlos Menem morre aos 90 anos

Ex-presidente da Argentina Carlos Menem morre aos 90 anos

Político estava em uma clínica localizada em Buenos Aires

AFP

Ex-presidente da Argentina Carlos Menem morre aos 90 anos

publicidade

O ex-presidente argentino Carlos Menem morreu neste domingo (14) em uma clínica de Buenos Aires aos 90 anos, informaram a agência oficial de notícias Telam e outros veículos da imprensa. Menem, que foi senador do peronismo, foi hospitalizado várias vezes nos últimos meses.

Internado com uma infecção urinária, o quadro de saúde do político, que governou a Argentina de 1989 a 1999, se deteriorou nos últimos dias. O político também lutava contra problemas cardíacos.

História

Natural da província de La Rioja, Menem governou a Argentina com um programa neoliberal. Durante sua gestão, estabeleceu a paridade cambial de um peso igual a um dólar, que posteriormente eclodiu na pior crise do país em 2001.

O ex-mandatário teve três filhos de dois casamentos: o primeiro com Zulema Yoma e o segundo com a ex-Miss Universo chilena Cecilia Bolocco. Menem foi investigado em vários casos de corrupção, mas nunca houve uma condenação final.

Chegou a ficar preso preventivamente em casa, em 2001, devido a um processo por contrabando de armas para a Croácia e o Equador. Porém, foi libertado semanas depois por decisão da Suprema Corte de Justiça e, na sequência, absolvido por excesso de tempo em um caso que se arrastou por 25 anos.

 


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895