Fórum Econômico Mundial pode ter outra sede além de Davos em 2021

Fórum Econômico Mundial pode ter outra sede além de Davos em 2021

Próxima edição foi adiada por conta da pandemia para o início do verão no hemisfério Norte

AFP

Último evento contou com a presença de Greta Thumberg

publicidade

O Fórum Econômico Mundial, que todos os anos reúne as principais autoridades políticas e financeiras do mundo, pode ser realizado no próximo ano em outro local sem ser Davos, informaram o jornal regional Südostschweiz e o tabloide suíço-alemão Blick, nesta terça-feira.

No mês passado, os organizadores deste importante encontro anual, que geralmente é celebrado em janeiro nesta exclusiva estação suíça de esqui, anunciaram que a próxima edição seria adiada para o início do verão (no hemisfério Norte) de 2021.

Os organizadores afirmaram que não haveria condições para realizar o evento de "forma segura" nas datas habituais, devido à pandemia da Covid-19. "Davos não pode contar com esta edição substituta do WEF" (World Economic Forum), disse nesta terça-feira o jornal local Südostschweiz, referindo-se a uma carta dirigida à federação de hotéis de Davos, informando que esta edição de verão não será realizada na pequena cidade aninhada no coração dos Alpes.

A carta é assinada por Klaus Schwab, fundador e presidente-executivo do fórum, afirma o tabloide suíço Blick em suas colunas. "Ficamos um pouco surpresos com esta carta", confessou Tamara Henderson, presidente do órgão que representa a indústria hoteleira suíça em Davos, a agência Keystone-ATS.

Os organizadores do Fórum Econômico Mundial rejeitaram, "no momento", comentar esta informação, "já que nenhuma decisão foi tomada ainda", disse uma porta-voz em um e-mail enviado à AFP. "Nas próximas semanas" haverá informações complementares sobre a próxima edição de 2021, acrescentou.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895