Famoso historiador russo é suspeito de matar ex-aluna
capa

Famoso historiador russo é suspeito de matar ex-aluna

Segundo mídia russa, polícia descobriu na casa de Sokolov o corpo de Echtchenko

Por
AFP

publicidade

Um famoso historiador russo, especialista em Napoleão e condecorado com a Legião de Honra da França, foi preso neste sábado em São Petersburgo, noroeste da Rússia, por suspeita de matar uma ex-aluna, informou a polícia local. "Um homem de 63 anos foi retirado no sábado de manhã das águas do rio Moika, no centro da cidade. Em sua mochila se encontravam dois braços de mulher e uma pistola de alarme. Ele é suspeito de assassinato", afirmou o comitê de investigação russo, em comunicado.

Uma fonte da polícia local disse à AFP, sob anonimato, que o homem preso é Oleg Sokolov, professor da Universidade de São Petersburgo. A mídia local afirmou que Sokolov, bêbado, teria caído na água quando tentou fazer o corpo da jovem desaparecer no rio. 

Segundo a mídia russa, a polícia descobriu na casa de Sokolov o corpo decapitado de Anastasia Echtchenko, 24, que era sua aluna e assinou vários trabalhos com ele. O historiador teria admitido ter matado a garota em sua casa há dois dias, diz o jornal local 47news.ru, citando fontes anônimas na polícia. Premiado em 2003 com a Legião de Honra da França, Sokolov foi consultor em vários filmes históricos e escreveu vários livros sobre Napoleão.