Forças armadas venezuelanas ratificam apoio a Maduro após acusações dos EUA

Forças armadas venezuelanas ratificam apoio a Maduro após acusações dos EUA

Nota vincula o processo aberto no sistema de justiça americano a um suposto plano para assassinar presidente do país

AFP

Maduro segue com apoio das Forças Armadas na Venezuela

publicidade

As forças armadas da Venezuelana reiteraram seu apoio ao presidente Nicolás Maduro nesta sexta-feira (27), depois que os Estados Unidos o acusaram de crimes de narcotráfico e ofereceram 15 milhões de dólares por sua captura. "A Força Armada Nacional Bolivariana rejeita categoricamente as acusações extravagantes e extremas" contra Maduro, segundo comunicado lido pelo almirante Remigio Ceballos, chefe do comando operacional estratégico militar.

A nota vincula o processo aberto no sistema de justiça americano a um suposto plano para assassinar Maduro e várias figuras de poder na Venezuela e que, segundo o governo do país sul-americano, foi orquestrado da Colômbia com o apoio da Casa Branca. "Este ataque surge logo após a revelação de um plano de ações violentas a partir do território colombiano, cujos objetivos seriam autoridades reconhecidas em nosso país", indicou o comunicado.

Os militares estão entre os pilares mais poderosos que mantêm Maduro no poder, que lhes concedeu ampla participação em áreas estratégicas do país, como o setor de petróleo. O presidente e várias figuras do governo, como o ministro da Defesa, general Vladimir Padrino, são acusados por Washington de "inundar" os Estados Unidos com cocaína colombiana.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895