França suspende a alta do imposto sobre o combustível após protestos

França suspende a alta do imposto sobre o combustível após protestos

Primeiro-ministro Edouard Philippe disse que taxa não poderia comprometer nação

AFP

França suspende a alta do imposto sobre o combustível após protestos

publicidade

O governo francês anunciou nesta terça-feira que vai suspender o aumento do imposto de combustível por seis meses e congelar os preços da eletricidade e do gás durante o inverno para acalmar os protestos dos "coletes amarelos".

"Nenhum imposto merece comprometer a unidade da nação", disse o primeiro-ministro Edouard Philippe ao anunciar essas medidas em um discurso transmitido pela televisão. "É preciso ser surdo para não ouvir a raiva dos franceses", acrescentou.

As últimas duas têm sido de muitos protestos na França. Desde o último sábado, uma manifestação, iniciada pelos "coletes amarelos", tomou as ruas de diversas cidades do país, principalmente Paris. Durante o final de semana, mais de 200 pessoas foram detidas pelas autoridades.  

Reivindicações orgânicas

Desde o surgimento das primeiras manifestações dos "coletes amarelos", em meados de novembro, o governo tem lutado para responder às demandas orgânicas do movimento, nascido nas redes sociais, fora de qualquer estrutura política ou sindical.

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895