Irã apresenta um novo sistema de defesa antiaérea
capa

Irã apresenta um novo sistema de defesa antiaérea

Sistema é capaz de detectar drones e mísseis em um raio de 400 quilômetros

Por
AFP

"Falagh" é versão local remodelada do radar de vigilância "Gamma"

publicidade

O Irã mostrou neste sábado um novo sistema de defesa antiaérea capaz, segundo as autoridades, de detectar drones e mísseis em um raio de 400 quilômetros, informou a agência de notícias Isna.

O anúncio vem em um contexto de forte tensão no Oriente Médio, onde os Estados Unidos aumentaram sua pressão contra o Irã, acusado de desestabilizar a região.

Os Estados Unidos se retiraram do acordo que limita o programa nuclear iraniano em maio de 2018 e desde então restauraram as sanções contra Teerã. A tensão entre os dois países aumentou ainda mais após a sabotagem e ataques de navios no Golfo e a destruição de um drone americano pelo Irã.

O sistema "Falagh" é a versão local remodelada do radar de vigilância "Gamma", disse Isna semi-oficial, aparentemente referindo-se a um sistema russo de mesmo nome que foi importado pelo Irã. O "Gamma" não poderia ser usado devido a "sanções, falta de peças de reposição e a incapacidade de engenheiros estrangeiros fazerem reparos", acrescentou Isna.

"Este radar é capaz de identificar e localizar todos os tipos de mísseis de cruzeiro, aeronaves furtivas, sistemas de drones e mísseis balísticos em um raio de 400 quilômetros", disse o chefe das forças de defesa da Força Aérea, general Alireza Sabahi-Fard, citado pela agência.

Os militares fizeram estas declarações na ocasião da inauguração do sistema de defesa, cuja localização não foi especificada.

O Irã instalou os sistemas de defesa aérea russa S-300 em março de 2016, após a conclusão, em julho de 2015, de um acordo histórico sobre seu programa nuclear com as grandes potências que permitiram o levantamento progressivo das sanções contra ele.