capa

Irã derruba drone norte-americano após "violação do espaço aéreo"

Pentágono defendeu que foi um "ataque não provocado em um ativo de vigilância dos EUA no espaço aéreo internacional"

Por
AFP e Correio do Povo

Comandante-em-chefe do Exército, major-general Hossein Salami, disse que a queda do drone enviou uma "mensagem clara à América"

publicidade

O Irã derrubou um drone dos Estados Unidos no estreito de Hormuz, acusando Washington de violar sua soberania nacional e tentar aprofundar as tensões na região. Os Guardiões da Revolução, corpo de elite do Exército iraniano, "derrubaram um drone espião americano que se infiltrou sobre a província costeira de Hormozgan, no sul do país", informou a rede estatal iraniana Press TV. O comandante-em-chefe do Exército, major-general Hossein Salami, disse que a queda do drone enviou uma "mensagem clara à América".

O equipamento, modelo Global Hawk (da Northrop Grumman) "foi derrubado pela força aérea" sobre a localidade de Kuh-é Mobarak, "após violar o espaço aéreo iraniano", acrescentou Salamni, que também enfatizou que o Irã protege suas fronteiras aéreas e marítimas, descrevendo seu espaço aéreo como a "linha vermelha" do país. "Não importa qual plano trespassa, sempre damos e daremos uma resposta dura aos intrusos", comentou à agência semioficial Mehr.

Ele disse que o abatimento do drone é uma evidência de "como a nação iraniana lida com seus inimigos". "Não vamos ficar engajados em uma guerra com qualquer país, mas estamos totalmente preparados para a guerra", disse Salami em uma cerimônia militar em Sanandaj, no Irã, de acordo com uma tradução da televisão pela imprensa, uma notícia estatal. "O incidente de hoje foi um sinal claro dessa mensagem precisa, então continuamos nossa resistência".

Pentágono nega invasão aérea

O Pentágono confirmou que forças iranianas derrubaram um drone de vigilância, mas negou que tenha invadido o espaço aéreo do país. "As informações iranianas segundo as quais o aparelho sobrevoava o Irã são falsas", assinalou. Ambos os Estados disseram que a queda ocorreu às 4h05min da manhã na hora local na quinta-feira.

O drone "foi abatido por um sistema de mísseis terra-ar iraniano enquanto operava no espaço aéreo internacional sobre o Estreito de Ormuz. Este foi um ataque não provocado em um ativo de vigilância dos EUA no espaço aéreo internacional", informou o Comando Central dos Estados Unidos em um comunicado".

O incidente ocorre em um momento de crescente tensão entre os EUA e o Irã. Na segunda-feira, o departamento de defesa dos EUA disse que estava enviando mil tropas extras para a região em resposta ao "comportamento hostil" das forças iranianas. Washington intensificou na quarta as acusações contra Teerã, que responsabiliza pelos ataques a dois navios petroleiros no Mar de Omã.

O governo iraniano nega qualquer relação com os ataques e sugere que foi uma operação montada pelo próprio governo americano para justificar hostilidades contra a República Islâmica. A província de Hormozgan se situa junto ao Estreito de Ormuz.