Irã retoma atividade econômica, enquanto mortes por Covid-19 aumentam
capa

Irã retoma atividade econômica, enquanto mortes por Covid-19 aumentam

Desde o início da pandemia, o país já declarou mais de 83 mil casos e 5,2 mil vítimas do vírus

Por
AFP

as últimas 24 horas, 91 pessoas morreram por Covid-19 no Irã


publicidade

O número de mortes por coronavírus no Irã aumentou, nesta segunda-feira, pelo segundo dia consecutivo, enquanto a atividade econômica vai sendo retomada gradualmente.

"À medida que as empresas retomam seu trabalho e que aumenta a circulação de pessoas, o respeito aos protocolos de saúde e às regras de distanciamento é mais necessário do que nunca", afirmou o porta-voz do Ministério da Saúde, Kianuche Jahanpur. "Isso quer dizer que não devemos baixar a guarda. Pelo contrário, devemos estarmos cada vez mais atentos", acrescentou em seu informe diário pela televisão.

Nas últimas 24 horas, 91 pessoas morreram por Covid-19, o que elevou o número de falecimentos pela pandemia para 5.209, relatou Jahanpour. Segundo o porta-voz, a propagação da doença continua caindo, com 1.294 novos contaminados desde domingo ao meio-dia. Desde fevereiro, o Irã declarou 83.505 casos de coronavírus.

De acordo com números oficiais, 59.273 pessoas que foram internadas pela doença já voltaram para suas casas, e 3.389 pacientes se encontram em estado grave. Os números do governo sobre a Covid-19 despertam dúvidas no exterior, e também dentro do país, onde alguns funcionários afirmam que estão subestimados.

Para lutar contra a propagação da doença, em meados de março as autoridades ordenaram a paralisação de todas as atividades econômicas não essenciais. Desde 11 de abril, foi permitida a retomada gradual das atividades. Em um primeiro momento, autorizou-se nas províncias os pequenos comércios e empresas considerados de "baixo risco de propagação".


No sábado, esta medida foi estendida para Teerã e, desde esta segunda, foi ampliada para as atividades consideradas "de risco médio", como lojas em "espaços cobertos", mercados e galerias comerciais.