Jeremy Corbyn prepara ofensiva para deter Brexit sem acordo

Jeremy Corbyn prepara ofensiva para deter Brexit sem acordo

Reino Unido se aproxima de crise constitucional a 66 dias para saída

Agência Brasil

Autoridades britânicas estudam impedir oposição de parlamentares

publicidade

*Com informações da emissora pública de Portugal

Um encontro de líderes, intrapartidário, foi marcado para esta terça-feira pelo líder da oposição trabalhista no Reino Unido, Jeremy Corbyn, para estudar formas de bloquear um Brexit (a saída da União Europeia) sem acordo, em 31 de outubro próximo.

A 66 dias da data final para o Brexit, o Reino Unido está à beira de uma crise constitucional e econômica, sem que haja qualquer entendimento entre as várias fações partidárias, quanto à estratégia a seguir. A ameaça de Boris Johnson, de retirar o país da União Europeia de qualquer forma, no caso de Bruxelas recusar a renegociação do texto estabelecido com a ex-primeira-ministra Theresa May, parece cada vez mais provável.

Só o Parlamento poderá impedir esse cenário, e Boris Johnson ameaça encerrá-lo, para cancelar toda e qualquer oposição. O cenário desagradou os deputados, a começar pelo presidente da Câmara dos Comuns, John Bercow. Os parlamentares só deverão regressar das suas férias de verão em 3 de setembro. A urgência levou, contudo, o líder da oposição trabalhista, Jeremy Corbyn, a pedir um encontro com alguns dos líderes dos pequenos partidos presentes no Parlamento.

A reunião ficou marcada para o seu gabinete em Westminster, às 11h, e inclui os Democratas Liberais, o SNP (Partido Nacional Escocês), o Plaid Cymru (do País de Gales) e o Grupo Independente para a Mudança, centrista e pró-europeu fundado este ano e que conta com cinco deputados. No encontro, Corbyn vai buscar uma base parlamentar para eventualmente conseguir derrubar o governo de Boris Johnson, na esperança de deter o Brexit.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895