Lavrov critica "influência destrutiva" dos EUA na Venezuela

Lavrov critica "influência destrutiva" dos EUA na Venezuela

Ministro russo das Relações Exteriores afirmou que "somente o povo venezuelano tem o direito de decidir o seu destino"

AFP

Ministro russo das Relações Exteriores afirmou que "somente o povo venezuelano tem o direito de decidir o seu destino"

publicidade

O ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, denunciou, nesta quarta-feira, a "influência destruidora" dos Estados Unidos na Venezuela, considerando-a "uma violação flagrante do Direito Internacional". A crítica foi feita diretamente ao secretário de Estado americano, Mike Pompeo.

"Esta influência destrutiva não tem nada a ver com a democracia", sendo "uma ingerência nos assuntos da Venezuela", disse Lavrov nesse telefonema realizado por "iniciativa americana", destacou a Chancelaria russa em seu comunicado.

Pompeo já tinha declarado que o governo americano está preparado - se for necessário - para intervir militarmente na Venezuela. "A continuação dessas etapas agressivas teria sérias consequências", afirmou Lavrov, na conversa com Pompeo.

"Apenas o povo venezuelano tem o direito de decidir seu destino, e ele exige o diálogo de todas as forças políticas do país, algo que o governo (de Nicolás Maduro) reconhece há muito tempo", frisou Lavrov.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895