Liga Árabe rejeita plano de Trump para o Oriente Médio

Liga Árabe rejeita plano de Trump para o Oriente Médio

O presidente palestino anunciou, neste sábado, a ruptura de relações do país com EUA e Israel

AFP

A organização considera plano "injusto" com os palestinos

publicidade

A Liga Árabe anunciou neste sábado que rejeita o plano para resolver o conflito israelense-palestino anunciado esta semana pelo presidente americano Donald Trump, por considerar que é "injusto" para os palestinos.

A organização, que reuniu neste sábado os ministros das Relações Exteriores no Cairo, afirma em um comunicado que "rejeita o 'acordo do século' americano-israelense, pois não respeita os direitos fundamentais nem as aspirações do povo palestino".

Além disso, o texto informa que os líderes árabes prometeram que "não cooperarão com a administração americana para implementar este plano".

Os países que integram a Liga insistem que a única solução é a de dois Estados, baseada nas fronteiras de 1967, e ma qual os palestinos teriam como capital Jerusalém Oriental. O plano americano propõe que Jerusalém seja uma cidade indivisível, como pretende Israel, que controla a cidade, e também permite a anexação do Vale do Jordão.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895