Mais de 2,3 mil sírios buscam refúgio no Iraque
capa

Mais de 2,3 mil sírios buscam refúgio no Iraque

ONG calcula que 300 mil civis tenham sido deslocados pela ofensiva

Por
AFP

Sírios se refugiam de bombardeios de operação turca contra Curdos

publicidade

Mais de 2.300 pessoas, em sua maioria mulheres e crianças, fugiram dos combates no nordeste da Síria e entraram no Iraque nos últimos dias, informou a ONU nesta sexta-feira. "Pelo quarto dia consecutivo, o ACNUR recebeu centenas de refugiados que atravessam a fronteira com o Iraque a partir do nordeste da Síria", afirmou em Genebra o porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, Andrej Mahecic.

"Mais de 1.600 refugiados sírios foram transportados a partir da áreas de fronteira para o acampamento de Bardarash", a 150 km da fronteira entre Síria e Iraque, indicou Mahecic, e outras 734 cruzaram a fronteira durante a noite.

Mahecic explicou que o acampamento "foi preparado para receber as pessoas que fugiram dos combates no norte da Síria". A ONU calcula que 166.000 pessoas foram obrigadas a abandonar suas casas desde que a Turquia iniciou uma ofensiva no nordeste da Síria em 9 de outubro. A ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) afirma que 300.000 civis foram deslocados pela ofensiva.

Mahecic destacou que os refugiados que chegam ao Iraque contam aos funcionários do ACNUR que "demoraram dias para chegar à fronteira enquanto fugiam dos bombardeios e combates". São muitas mulheres, crianças e idosos e "alguns precisam de apoio psicossocial", acrescentou.

O Programa Mundial de Alimentos da ONU revisou os planos de ajuda mensal para o nordeste da Síria, com o objetivo de apoiar 580.000 pessoas na região em outubro. A guerra na Síria deixou mais de 370.000 mortos e milhões de deslocados desde o início em 2011.